Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

18
Ago17

Ler o livro & Ver o filme

Estava eu a deitar o olho ao O fugitivo (domingo, 15:00 - RTP Memória), com o magnífico Henry Fonda, baseado no romance de Graham Greene acerca de um padre revolucionário da América Central, que tenta fugir das autoridades que o querem matar. 

Esta foto. Apenas esta foto e o filme está "vendido".

 

Ainda, a Gorduchita alertou-me para o facto, de o filme Paixões Proibidas (domingo, 23:30 - RTP1) ser uma adaptação de um conto de Doris Lessing.

 

Por isso, um domingo com excelentes propostas para um cinema "literário".

16
Ago17

O Barão de Lavos - Abel Botelho

O-Barao-de-Lavos

O Barão De Lavos, terá sido o primeiro livro escrito em português a abordar o tema da homossexualidade. O Barão, vítima de uma apetência congénita entre o desejo pelo feminino e o masculino, vivendo no luxo e na opulência, acaba por mergulhar na maior das misérias sociais, tema que Abel Botelho trata de uma maneira muito realista e extremamente cruel. 

 

Inspiração: Hugo Cunha

12
Ago17

Agosto no Douro (sem sair de casa)

Há muito que planeava aproveitar Agosto (mês de aniversário de nascimento de Miguel Torga) para ler o seu romance autobiográfico A Criação do Mundo. 

 

São 600 páginas pelo que precisava de um pouco de disponibilidade temporal e mental para pegar nele. Mas decididamente é o meu plano de leituras para as férias.

DSCF2240

Miguel Torga nasceu a 12/08/1907, há 110 anos. Conheci-o como muitas/os de vós, na escola, com Contos da Montanha, Novos Contos da Montanha e Bichos. Estou intencionalmente a evitar esses, porque apesar de não me recordar das histórias, recordo-me do impacto emocional.

 

Miguel Torga é pseudónimo de Adolfo Correia da Rocha. Tenho nas minhas notas (não anotei a fonte, infelizmente) que Miguel seria homenagem a outros Miguéis ilustres: Cervantes, Unamuno. E Torga seria uma planta da montanha que cresce no meio de rochas com fortes raízes e caule rectilíneo - uma excelente metáfora para a vida.

 

Outras leituras durienses, na minha lista:

Graça Pina de Morais - Jerónimo e Eulália

A M Pires Cabral - Douro: Pizzicato e Chula; Que comboio é este

Domingos Monteiro - Livros proibidos 

Pina de Morais

João de Araújo Correia - Contos Bárbaros; Contos Durienses; Rio Morto: dez contos e uma novela

Aquilino Ribeiro - Cinco Reis de Gente; É a guerra: diário; O romance de Camilo, 3 volumes

Trindade Coelho - O ABC do Povo; Os meus amores

Guerra Junqueiro - Prosas Dispersas

 

[Conhecem escritoras?]

Pág. 1/2