Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

22
Jan18

A pirata - Uma história aventurosa de Mary Read, pirata das Caraíbas, de Luísa Costa Gomes

6513905.jpg

Como havia referido, decidi ler A pirata, de modo a partilha-lo com a minha sobrinha. Porém, de imediato senti que não iria ser uma leitura que me fosse interessar, ao contrário de outros livros infanto-juvenis. O discurso parece-me excessivamente infantilizado, as personagens não são interessantes e nem a envolvência é aproveitada. 

 

Poderia dizer-se que a minha leitura é enviesada e que o livro tem outro público, como destinatário. Mas este não é o meu primeiro livro infanto-juvenil e a comparação é fácil de fazer.

 

Isto não é um Harry Potter e, sinceramente, com livros assim no Plano Nacional de Leitura, não admira que uma grande proporção das nossas crianças achem que ler é um acto aborrecido.

 

E com isto, não pensem que deixei de ter "Olhos Verdes" como um romance que quero ler num futuro próximo. Está na minha estante há algum tempo, à espera de vez. Talvez a curiosidade me faça lê-lo com maior brevidade.