Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

04
Ago17

Eu obrigo-me

Há quem considere que, com tantos livros, tantos que é impossível ler todos numa vida... é muito parvo obrigar-mo-nos a ler, seja o que for. 

 

Eu discordo e por isso, de vez em quando, desafio-me a afunilar as leituras, dentro de um género literário, um género (identidade), uma nacionalidade ou até um grupo de nacionalidades. Por isso, passei um ano a ler mulheres estou a ler apenas literatura de ficção lusófona em 2017.

 

Eu obrigo-me porque os livros surpreendem-me.

 

Case in point...

pbdm2

Vi-o inúmeras vezes e ignorei-o outras tantas porque pensei se fosse sobre uma banda rock, meia dúzia de trintões falhados, em tour pelo país. Mas obriguei-me porque este é um ano para ler novelas gráficas portuguesas. 

 

Uau... Não é nada do que eu pensava. Rico, poético, com magníficas referências literárias.

DSCF2211

DSCF2212 

E a delícia de encontrar um Borges, em O Declínio dos Hábitos de Leitura:

DSCF2213 

DSCF2215

DSCF2214

O autor que me perdoe as horríveis fotos do seu magnífico trabalho.

 

Ainda vou nas primeiras 70 páginas, mas já percebi que este se tornará um dos favoritos. Cada par de páginas é um micro mundo dentro de uma cidade sem nome. E são esses micromundos, com extraordinárias personagens, que tornam este livro tão delicioso. 

 

Obrigada, querida biblioteca municipal.

3 comentários

Comentar post