Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

05
Jul17

Ler diversamente - Cabo Verde

Ao rever os meus objectivos de leitura para 2017 cheguei a duas conclusões:

- ando a falhar tremendamente o objectivo de ler da estante (a minha biblioteca municipal continua irresistível);

- não tenho lido tão diversamente, quanto desejaria, como prova a lista de livros lidos.

 

Por isso, nada mais apropriado do que no dia, em que se celebra a independência de Cabo Verde (5 de Julho de 1975), traga da biblioteca duas obras, por autores cabo-verdianos:

 

Os dois irmãos - Germano Almeida

Os flagelados do vento leste - Manuel Lopes

 

Ficam no meu radar:

O testamento do Sr. Napomuceno de Silva Araújo - Germano Almeida

Chuiquinho - Baltasar Lopes da Silva

Chuva braba - Manuel Lopes

Hora di Bai - Manuel Ferreira

Cais-do-Sodré té Salamansa - Orlanda Amarílis

2 comentários

Comentar post