Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

21
Mai17

Recapitulando...

Numa fase de intenso trabalho, as leituras têm ficado relegadas para segundo plano. 

 

Voltei aos clássicos na estante e optei por "limpar" a minha TBR de contos:

A dama pé-de-cabra, de Alexandre Herculano (já referido aqui)

 

A ruiva, de Fialho de Almeida

 A ruiva, é um conto tão belo como perturbador. A ruiva é Carolina, a filha de um coveiro que cresce sem mãe e entre cadáveres, ao ponto de o conto resvalar para episódios de necrofilia. 

No fundo, é uma história sobre a pobreza e a degradação humana que, a meu ver, tem o seu momento magistral na descrição da infância de João, aquele que será o interesse amoroso de Carolina.

 

Anne Frank - biografia gráfica, Sid Jacobson & Ernie Cólon

1

É frequente ir à biblioteca durante o meu intervalo para almoço. Costumo ler livros de contos aos pedaços, excertos de diários, livros de fotografia ou novelas gráficas.

Foi precisamente isso que aconteceu com esta biografia gráfica de Anne Frank. Decidi desfolhar e acabei presa ao livro. O que particularmente me interessou foi esta biografia começa com Otto e Edith e como se conheceram até depois da publicação do diário. Pelo meio, a contextualização histórica das guerras, dos campos de concentração, entre outros. 

Um livro magnífico que recomendo vivamente.

 

Porto Desconhecido & Insólito - Histórias que (provavelmente) nunca ouviu - Germano Silva

Aqui está outro livro que foi uma agradável surpresa. Peguei nele por impulso, porque tinha bastantes fotografias e queria partilhá-lo com a minha mãe. Ontem voltei a pegar nele... até às 1h30 e terminei-o esta manhã. Germano Silva é um ilustre historiador portuense que sempre conheci como alguém que passou grande parte da sua vida a partilhar com outros a sua paixão pela história da cidad do Porto. 

O Porto que partilha neste livro é cheio de curiosidades e um guia alternativo para visitar o Porto. Apesar de viver em Gaia e estudar e trabalhar no Porto, encontrei verdadeiras surpresas (que quero visitar, graças à indicação da toponomia actual de alguns espaços) e resposta a algumas perguntas que tinha, em relação a espaços e inscrições com que me cruzo frequentemente.  

Das inscrições na Rua das Flores, à casa mais antiga da cidade (que ainda é habitada), até histórias de amor escondidas nos cemitérios da cidade, este livro é um guia para (re)conhecer a cidade do Porto.

 

Alex + Ada,  Jonathan Luna, Sarah Vaughn

alex

Falaram-me do Alex + Ada a propósito das minhas leituras de Saga. Alex + Ada é uma novela gráfica em vários volumes (quem me emprestou, só tinha os primeiros 2 que abrange os fascículos 1 a 10) que retrata um futuro com andróides com inteligência artificial.

Aquilo que poderia ser uma banal história de amor, num ambiente de ficção de científica, torna-se uma metáfora para o que é ser humano, precisamente quando consideramos o que são andróides com IA, sensitivos e capazes de emoções "humanas". São apenas máquinas? Têm direitos?

 

Ainda a ler:

A história das coisas, de Annie Leonard

Como fui metendo outras leituras pelo meio, duvido que consiga terminar antes do fim de prazo para entregar o livro.

 

A não ler:

Pensar, depressa e devagar, de Daniel Kahneman

Há semanas que tenho requisitá-lo na biblioteca, mas está sempre emprestado. Não quero reservar porque isso implica que a pessoa que o tem, não conseguirá renovar o empréstimo. Por isso, aguardemos.