Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

03
Mai18

Sirenas literárias

35901186 (1).jpg

Os livros entram no meu meu radar por diversas fontes e com diversas intensidades. Este, dificilmente irei ler num futuro próximo porque acabou de ser editado e não é assim que gasto o meu (pouco) dinheiro, mas vem com um canto de sinera que dificilmente irei poder esquecer, até lhe pôr os olhos em cima. 

 

Ouvi falar dele num podcast literário. Trata-se de um livro de não ficção sobre um prodigioso flautista (Edwin Rist), com 20 anos, que em 2009 furtou do Museu Britânico de História Natural, uma mala cheia de espécimes de aves raras recolhidas ao longo dos séculos em todo o mundo, todas com um deslumbrante conjunto de penas inestimáveis. 

 

O ladrão fugiu da prisão e metade dos pássaros nunca foi recuperada. O livro é a investigação do autor, sobre a secreta comunidade clandestina obcecada pela arte vitoriana da pesca de salmão e que levou a este furto.

 

Sou apenas eu a achar este livro absolutamente irresistível?

 

1 (95).jpg