Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário de Leituras

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

"O regresso à cultura. Sim, autenticamente à cultura. Não se pode consumir muito se se fica tranquilamente sentado a ler livros."

Diário de Leituras

06
Jun18

Curtas literárias e o Womens Prize for Fiction 2018

1. A ler:

 

2. Prémios literários:

 

E o Womens Prize for Fiction de 2018 foi para... Kamila Shamsie,  Home Fire.

Capturar (123).JPG

Sabiam que a estatueta que representa o prémio se chama Bessie?

34394526_1819395411439959_3947430216128790528_n.jpg

3. Listas:

100 (Fiction) Books to Read in a Lifetime [AbeBooks]

Capturar (119).JPG

E já que é dia de Womens Prize for Fiction, existe um guia de leitura para ler 20 anos do prémio e francamente eu estou muito tentada a segui-lo.

Oprah Book Club

Uma das faces do racismo, foram os condenados negros, que conseguiram provar a sua inocência, muitos depois de passarem uma vida na prisão, inclusivé nos corredores da morte, como é o caso de Anthony Ray Hinton. 

A mais recente escolha de Oprah, para o seu clube de leitura é precisamente o livro de memórias de Hinton, que passou 30 anos da sua vida num corredor da morte no estado do Alamaba, por dois homicídios que não cometeu: The Sun Does Shine: How I Found Life and Freedom on Death Row.  

 

4. Crónicas

Não consinto que mais nada meu seja publicado, rascunhos, planos, esboços, falsas partidas, seja o que for. Proíbo que desrespeitem a minha vontade. Proíbo que me traiam. Nem uma palavra mais.  

António Lobo Antunes

05
Jun18

30th Annual Lambda Literary Award

Capturar (120).JPG

Lambda Literary Award visa premiar a literatura LGBTQ e é uma excelente fonte de informação para descobrir títulos que me permitam ler de forma mais diversa, um dos meus objectivos.

 

Os vencedores deste ano são:

 

Ficção:

Her Body and Other Parties, Carmen Maria Machado; The Gift, Barbara Browning; Hunger, Roxane Gay; Transcendent 2: The Year’s Best Transgender Speculative Fiction

 

Não-Ficção:  

How We Get Free: Black Feminism and the Combahee River Collective, Keeanga-Yamahtta Taylor; Black on Both Sides: A Racial History of Trans Identity, C. Riley Snorton

 

Poesia:

Rock | Salt | Stone, Rosamond S. King; While Standing in Line for Death, CA Conrad; recombinant, Ching-In Chen

 

Mistério

Huntress, A.E. Radley; Night Drop, Marshall Thornton

 

Biografia/Memórias

The Fact of a Body, Alexandria Marzano-Lesnevich; Lives of Great Men: Living and Loving as an African Gay Man, Chike Frankie Edozien  

 

Romance

Tailor-Made, Yolanda Wallace; Love and Other Hot BeveragesLaurie Loft

 

Erótica

His Seed, Steve Berman

 

Antologia

Cuéntamelo! Oral Histories by LGBT Latino Immigrants, Juliana Delgado Lopera

 

Infantil/Jovem Adulto

Like Water, Rebecca Podos

 

Teatro

The Gulf, Audrey Cefaly

 

Novelas gráficas

My Favorite Thing is Monsters, Emil Ferris

 

Terror

Autonomous, Annalee Newitz

 

Estudos

Punishing Disease: HIV and the Criminalization of Sickness, Trevor Hoppe

30
Mai18

O Man Booker Prize dourado

A propósito do 50º aniversário do Man Booker Prize, a organização decidiu eleger o "melhor dos melhores", que na verdade parece-me  mais um concurso de popularidade, em que todas/os nós escolhemos o/a preferido/a. 

Capturar (110).JPG

Podem votar aqui, nas obras escolhidas pelo júri:

24
Mai18

Curtas literárias 24.05.2018

1. 

O prémio Man Booker International deste ano foi atribuído à polaca Olga Tokarczuk, pelo livro Flightsque não me parece que tenha obra publicada em Portugal.

O prémio é dividido com a tradutora Jennifer Croft.

Capturar (98).JPG

2

Revista grátis nº 1

Os atrevidotes da revista Bang! (página em construção), na segunda página do seu 24º número, dizem-me "sem falsas modéstias, acredito que tem nas mãos um dos melhores números de sempre da revista Bang!" e eu penso: olha que lata! 

E não é que eles tinham razão? Recomendo vivamente.

A revista é de distribuição gratuita nas FNAC, ou pelo menos foi aí que encontrei a minha. 

 

3.

Revista grátis nº 2

Além da minha, levei mais 2 exemplares da revista Estante (distribuição gratuita nas FNAC), para a sala de espera de um hospital. Espero que a Fnac não se importe com os meus "furtos" bem intencionados.

 

 

4. Livros no meu radar:

Capturar (93).JPG

Um de Nós Dorme -  Josefine Klougart

Inspiração 

 

Capturar (100).JPG

Tu Não és Como as Outras Mães - Angelika Schrobsdorff

Inspiração: a capa e a resenha: 

Enquanto jovem mulher, Else, uma menina mimada da burguesia de Berlim, fez duas promessas a si mesma: viver a vida intensamente e ter um filho de todos os homens que amasse.

"Tu Não és Como as Outras Mães" é a história real dessa vida intensa, extravagante, inconformista que foi a de Else Kirschner, uma mulher verdadeiramente livre, e uma mãe diferente de todas as outras. Nascida na conservadora burguesia judia de Berlim, Else estava prometida para casar com um bom partido. Mas os encantos de um artista cristão - «o maior amor e pior partido da sua vida» - foram o trampolim que procurava para renunciar ao conforto da casa paterna e ser dona do seu destino num mundo cheio de promessa. Corriam os loucos anos vinte, dias efervescentes numa Berlim que parecia a capital do mundo, um tempo irrepetível de cultura, esplendor e liberdade. Else vivia no centro dessa boémia, incapaz de suspeitar que uma ameaça arrepiante cercava inexoravelmente a sua família. Quando as sombras do Nacional Socialismo tingiram a Europa de negro, Else, judia, teve de fugir com a família da cidade que tanto amava. No exílio, na Bulgária, tudo é miserável, tudo é muito pouco quando comparado com a primeira vida. Nessa segunda vida, Else arrepender-se-á de não ter protegido a família da calamidade, que se revela trágica para alguns.

Esta é a história de uma vida maior que a vida, um retalho de História extraordinário. Quem nos conta a história é Angelika Schrobsdorff, importante escritora de origem alemã. Era filha de Else e demorou quinze anos a pôr no papel a história da mãe, sem sentimentalismo mas com o amor e a admiração inevitáveis, criando um pedaço de grande literatura, um clássico do nosso tempo. 

21
Mai18

Nebula Awards 2017 - Ficção Científica e Fantasia

Capturar (86).JPG

Os vencedores:

The Stone Sky - N.K. Jemisin

All Systems Red - Martha Wells

A Human Stain - Kelly Robson

Welcome to Your Authentic Indian Experience™- Rebecca Roanhorse

The Art of Starving - Sam J. Miller

 

Outras leituras dos vencedores, disponíveis online:

Henosis - N.K. Jemisin

Sinners, Saints, Dragons, and Haints, in the City Beneath the Still Waters - N.K. Jemisin

We Who Live in the Heart - Kelly Robson

The Three Resurrections of Jessica Churchill - Kelly Robson 

 

E ainda um artigo do Verge, com a lista de todos os nomeados, com links para algumas das obras.